Entenda Arquitetura de Interiores

October 16, 2018

Você já parou para pensar na importância de um projeto de Arquitetura de Interiores para o seu ambiente?

O projeto de arquitetura de interiores alia não só a estética para o espaço físico, mas, também, planeja a praticidade e a funcionalidade do local.

 

A concepção do projeto é feita com a interação direta do cliente, por meio de uma entrevista que mapeará suas necessidades e desejos, de modo a levar em consideração diversos fatores, bem como o perfil do cliente e o capital a ser investido.

 

Nesse sentido, quanto à arquitetura de interiores, um bom projeto é desenvolvido de forma personalizada de acordo com os sonhos e anseios do proprietário, sendo necessário que os projetistas considerem praticamente tudo a ver com a construção de um espaço interno.

 

Deve-se levar em consideração os fatores que afetarão a habitação humana, incluindo materiais, acabamentos, requisitos elétricos, encanamento, iluminação, ventilação, ergonomia e uso inteligente do espaço, otimizando o local em que será trabalhado.

 

Pensando no que foi dito...Quais são os elementos básicos para a execução de um projeto de interiores?

 

  • Espaços

As Necessidades dos usuários e as  medidas do espaço devem ser as peças chave para as decisões desse serviço, de forma a serem as primeiras informações para o início do processo.

 

Não adianta atender todas as necessidades em um espaço repleto de objetos que não concedem uma boa circulação ou conseguir um espaço com objetos e mobiliários bem dimensionados, mas que não atendem todas as atividades que serão executadas.

 

 

  • Forma e Contorno do Espaço e Objetos

 

– Objetos e espaços retos tendem a demonstrar características mais formais, já os curvos demonstram características mais femininas e suaves.

 

– Linhas verticais, muito utilizadas em interiores, conseguem alongar e , tornar o ambiente mais sério.

 

 

 

– Linhas horizontais acalmam, relaxam e conseguem diminuir a amplitude do ambiente.

 

 

 

– Linhas quebradas podem proporcionar movimento e  instabilidade, como ocorre em obras desconstrutivistas.

 

A decisão em relação a estes elementos depende do espaço, do que se pretende enfatizar ou esconder, quando a intenção é disfarçar uma sala alta demais, por exemplo, utiliza-se linhas horizontais, pois elas conseguem aumentar a sensação de aconchego, conforto para o local.

 

No entanto, se o cliente de deseja mostrar imponência e não aconchego, linhas verticais fazem o teto parecer mais alto, trazendo a questão da amplitude ao ambiente, o que ressalta a sensação de imponência ao local, muito utilizado em fachadas.

 

  • Textura

 

– Lisas? Com relevos? São responsáveis pela reflexão do som e do calor, além de dar a sensação de aproximação.

 

– Rústicas ? Opacas ? Estas são responsáveis pela absorção do calor e do som.

 

– Estampadas? As texturas grandes  aproximam e são mais usadas em grandes volumes, já as pequenas, afastam e dão a impressão de maior, sendo mais utilizadas em pequenos volumes.

 

Vale ressaltar que cada textura tem uma característica única que nos “lembra” ambientes distintos, capaz de fazer conexões a estilos e épocas.

 

 

  • Iluminação

 

– Natural e/ou Artificial (Necessita-se de um ambiente claro ou escuro? O cliente deseja um ambiente “cênico”, impactante ou mais relaxante?)

 

– Iluminação Funcional e decorativa: Esse tipo de iluminação pode ser almejada, por meio da utilização de um abajur ou pontos de luz, utilizados tanto no teto do ambiente, como nas paredes ou até mesmo nos pisos, por exemplo, os utilizados em jardins.

 

Criação de “cenários” diferentes em diferentes momentos para o mesmo espaço (para um jantar íntimo ou para uma festa), a luz está ligada diretamente ao tamanho do espaço que se quer trabalhar, podendo diminuir ou aumentar o espaço que será projetado.

 

– Há diversos tipos de lâmpadas (incandescentes, halógenas, fluorescentes, Led, etc) com diversas características (temperatura, etc) e diversos tipos de Luminárias (spots internos, externos, plafons, arandelas, pendentes, abajures, etc) com várias características e estilos.

 

A iluminação é de suma importância na decoração de um ambiente de modo a ajudar ou atrapalhar totalmente um projeto.

Curiosidade: Alguns tipos de iluminação, são popularmente chamadas de luzes frias, quentes,  suaves,  pontuais e teatrais.

 

Abaixo, podemos ver a importância da iluminação em diferentes ambientes com focos antagônicos (diversos).

 

 Este atinge o ambiente de modo mais intimista e relaxante.

 

Este transmite a ideia de claridade pela funcionalidade do local

 

Caso queira aprofundar conhecimento sobre iluminação, temos um artigo especial!

 

 

  • Cor

Além do gosto pessoal, as cores tem características, nas quais influenciam psicologicamente os usuários de um ambiente, de forma a estimular, deprimir, irritar, e de modo a ser, assim como a luz, um meio de modificar a percepção de espaço de um ambiente.

 

Ademais, o efeito de uma cor é modificado pelas outras cores ao seu redor. Por isso, na Arquitetura de Interiores são utilizadas as Paleta de Cores, isto é, um conjunto de cores, que visam questões harmônicas, contrastantes, neutras, monocromáticas, etc.

 

Conjuntos neutros são calmos e relaxantes, como os utilizados em quartos de bebês, podendo se tornar frios demais se não houver um toque de cor não neutra ou mais forte em outros ambientes ou em outras partes de decoração.

 

 

 

No entanto, cores contrastantes podem ser estressantes se todas usadas forem fortes demais, bem como o vermelho e o roxo.

 

 

Gostaria de saber mais sobre a essência das cores nos ambientes? Clique aqui.

 

  • Mobiliários

Além dos pontos citados anteriormente, a Arquitetura de interiores permite ainda a execução de móveis planejados e únicos para o seu ambiente, como bancadas, escrivaninhas, visando o conforto, ergonomia e estéticas próprias do cliente.

 

Os móveis planejados são feitos em modulações padronizadas para a redução de custo das lojas. Basicamente, os móveis sob medida são desenhados por arquitetos e terão o tamanho necessário e preciso para a máxima otimização do espaço.

 

 

 

O investimento no projeto de interiores vale a pena?

 

Sem dúvida! Com um bom projeto de interiores em mãos o cliente poderá não só deixar sua residência ou o interior do seu comércio, por exemplo, do jeito que sempre sonhou, mas, também, ter maior controle dos gastos que serão realizados, podendo evitar “quebra-quebra” e compras desnecessárias.

 

Vale ressaltar, que é impossível organizar um cronograma e levantar orçamentos, sem o planejamento e a orientação de um projeto!!!

 

Podemos afirmar que o investimento de tempo e capital empregado em um projeto, será revertido em uma obra realizada com excelência, sem os contratempos que consequentemente ocasionam atrasos e inúmeros prejuízos ao cliente.

 

Em resumo, a condição básica para uma construção ter o menor custo e ser útil aos seus futuros proprietários é o planejamento que começa pelo projeto de Arquitetura de Interiores de extrema relevância.

 

 

 

 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Caso procure resultados de mais qualidade para transformar seu ambiente num local arejado e confortável, a Construtiva Jr. resolve com um Projeto de Arquitetura de Interiores!

 

 

Marjorie Silva Barros, Graduanda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Fortaleza

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes