Quer favorecer o seu lar? As cores são essenciais.

March 15, 2018

A escolhas das cores nos ambientes de qualquer local é de extrema importância, pois além de expressarem personalidade, podem interferir nas reações psicológicas relacionadas ao humor e às sensações.

Vale ressaltar que cada cor transmite um significado diferente dependendo do cômodo que for aplicada.

 

Confira a seguir algumas informações indispensáveis para sua decoração:

 

 

 

Cores e seus efeitos
 

 

1. Cores Frias: são básicas e exprimem sentimentos de tranquilidade e frescor.

Exemplos:

 

  • Azul: Muito associado ao sono e à calmaria, transmite maturidade, segurança, seriedade, etc. Harmoniza com acessórios ou peças pintadas de branco e realça madeiras claras.

  • Tons mais suaves tendem a desfazer energias negativas e criar aspectos de apego e confiança.

  • Tons mais escuros passam a ideia de seriedade, formalidade, autoridade, profundidade (conseguem trazer a percepção de maior amplitude a um cômodo pequeno), poder e são, até mesmo, possíveis ativadores da mente (razão) e da intuição.
     

 

​​

  • Lilás: Estimula o lado artístico, tem uma vibração muito rápida e princípios nobres, como devoção e lealdade. Combinado com tons de amarelo, transmite uma busca pelo eu interior, com verde busca caridade, isso vale para aplicação de cores em acessórios, móveis e, até paredes. Cuidado, por se tratar de uma cor poderosa, em tom único pode se tornar cansativo.

  • Tons mais suaves favorecem lugares com destaque em pequenos detalhes, causando harmonia no ambiente, principalmente misturados com branco.

  • Tons mais escuros passam sensações de mistério, fantasia, misticismo e, especialmente sofisticação.
     


 

  • Verde: Sugere alegria, esperança, liberdade, proteção, naturalidade, equilíbrio, e é capaz de afetar a auto-estima e a saúde. Pode ficar mais discreto combinado com cores terrosas (marrom, terracota, bege), já que sozinho passa uma impressão de um cômodo estático (monótono, chato).

  • Tons mais suaves ajudam a reduzir o estresse e remetem a infância, contribuindo para irradiar uma energia de paz e de afetividade.

  • Tons mais escuros proporcionam sensações de força, estabilidade, sofisticação e formam ambientes mais acolhedores e fluidos.
     

​​


2. Cores Quentes: consideradas excitantes e estimulantes, são associadas ao sentimento de alerta, bem como ao sol e fogo.

Exemplos:

 

  • Amarelo: Potencializa a luz natural, a confiança, a alegria, a criatividade, eleva a realização pessoal, estimulando as atividades intelectuais, e sendo a cor mais próxima do branco sugere sensação de liberdade e vontade de se descobrir ainda mais.

 

 

  • Rosa: Cor bem relaxante e afetuosa.
    Tons mais claros transmitem, beleza, ingenuidade, paz, conforto e auxiliam o sono.
    Tons mais escuros provocam a positividade e a vontade de mudança de personalidade, tornando pessoas mais ativas e vigorosas.

 
 

  • Laranja: Traz as mesmas energias do amarelo e recordações da infância, mas em um grau mais elevado. Proporciona vitalidade e realça a beleza das fibras, madeiras, tecidos, etc.
    Tons mais suaves são ideias em ambientes rústicos e potencializam ainda mais a iluminação do ambiente, ainda estimulam a criatividade e comunicação.
    Tons mais escuros são grandes indicadores de forte personalidade, transmitem confiança e aprimoram o apetite.

     

 
 

  • Vermelho: Representa dinamismo, entusiasmo, impulsos, poder e personalidade. Associado com detalhes dourados ou azul surge um equilíbrio positivo. Cuidado! Já em excesso pode provocar excitação irritante, nervosismo e vulgaridade.
    Tons mais suaves conseguem espaços mais acolhedores e suas variações como morango são fáceis de combinar.
    Tons mais escuros são vibrantes, energéticos, estimulam o apetite e causam contrastes incríveis aplicados em pequenos detalhes do ambiente.
     

 

 

3. Cores Neutras:

Exemplos:
 

  • Branco: Estimula a humildade, imaginação, pureza, além de conceder uma sensação de limpeza, frescor, amplitude em ambientes pequenos e pode combinar com qualquer cor do ambiente. Entretanto, pode produzir sensação de frieza e esterilidade aplicado em excesso.
     


 

  • Bege: Transmite passividade, calma, remete ao clássico, ao básico, à melancolia e à sofisticação. Adapta-se a qualquer ambiente, ou seja, sua simplicidade dá um toque de conforto até nas pequenas decorações. 

 


 

  • Cinza: Cor reflexiva, passiva, discreta e tem a iluminação perfeita para acalmar a mente, fique atento para não abusar dessa cor, pode transparecer falta de dinamismo e empolgação.
     

 

 

  • Marrom: Sugere transparência, concentração, resistência e vigor. Simboliza uma conexão com a natureza, é associada a pessoas realistas.
     

 
 

  • Preto: Demonstra elegância, mistério, sofisticação, nobreza e realça todo tipo de decoração. Bem aplicada, ela fornece profundidade visual, isto é, "apaga" as paredes e torna o ambiente amplo.
     

 

 

Ambientes e recomendações:


1. Sala de Estar: Predominância de cores frias e neutras.
 


 

  • Ideal: Tons de terra e bege para perfis mais clássicos, assim como branco, cinza, alaranjado e verde (salas modernas).

  • Não indicado: Rosa, vermelho e violeta.

  • Motivos: Já que é um ambiente de muita frequência, necessita de tranquilidade, ventilação e comodidade, mas caso o vermelho seja aplicado deverá ser implantado em detalhes pequenos.


 

2. Sala de Jantar: Equilíbrio entre cores frias, quentes e neutras. 
 

 
 

  • Ideal: Amarelo, laranja, vermelho, branco e cinza.

  • Não indicado: Lilás, violeta e rosa.

  • Motivos: Todas as cores devem propiciar sensações de prazer, fome e, até mesmo, limpeza. Lilás, violeta e rosa, tendem a deixar um ambiente mais monótono, chato e não estimulam a vontade de se alimentar.

     

3. Cozinha: Predominância de cores quentes, com toques frios e neutros.
 


 

  • Ideal: Amarelo, laranja, vermelho e azul claro.

  • Não indicado: Cinza, lilás e violeta.

  • Motivos: Ambiente em que a energia e a criatividade devem tomar de conta e ainda sim, estimular a fome, cores não vivas podem reprimir alguma dessas sensações.

     

4. Banheiro: Predominância de cores frias e neutras.

 

 

  • Ideal: Lilás, azul, tons de verde, bege, creme e branco.

  • Não indicado: Vermelho.

  • Motivos: A diversidade de cores é permitida, contanto que não causem irritação, inquietação, visto que é um local para relaxamento.

     

5. Quarto de Casal: Equilíbrio entre cores frias, quentes e neutras.

 

 
 

  • Ideal: Vermelho, terracota, bege, creme e branco.

  • Não indicado: Rosa e cinza.

  • Motivos: Um equilíbrio de cores causa mais envolvimento e excitação, geralmente, tons cinzas e rosas entristecem o quarto, caso aplicados de maneira incorreta.

     

6. Quarto Infantil: Predominância de cores frias e neutras.
 


 

  • Ideal: Tons pastéis como: bege, creme, rosa, lilás, amarelo e azul claro.

  • Não indicado: Preto e marrom.

  • Motivos: O objetivo é auxiliar o desenvolvimento perceptivo da criança e também, transmitir tranquilidade e contribuir para um sono regulado, cores escuras podem reprimir algumas sensações que não são apropriadas para uma determinada idade.

     

7. Quarto de Adolescente: Equilíbrio entre cores frias, quentes e neutras.
 


 

  • Ideal: Bege, creme, lilás, violeta, azul, verde e marrom.

  • Não indicado: Vermelho.

  • Motivos: O ambiente deve propiciar relaxamento, estimular a criatividade e ser aconchegante, por isso, muita cautela ao escolher uma cor quente.

     

8. Áreas de trabalho ou estudo: Equilíbrio entre cores frias, quentes e neutras.
 


 

  • Ideal: Amarelo, laranja, marrom, verde e azul escuro.

  • Não indicado: Amarelo forte, vermelho e violeta.

  • Motivos: Por apresentar um tratamento visual atraente (cômodo pessoal, decorado geralmente com apetrechos preferidos), estimulante e atrelar à própria identidade, deve se evitar escolher uma só cor (pode prejudicar a visão).


 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Ainda com dificuldades para personalizar o seu lar? A Construtiva Jr. resolve com uma Consultoria!

 


Gabriella Maia, Graduanda de Engenharia Civil pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR).


 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes